Templates da Lua

Créditos

Templates da Lua - templates para blogs
Essa página é hospedada no Blogger. A sua não é?

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Metas para 2.009

-Fazer um Fotolog para mim (Assim os textos de cunho pessoal ficarão separados dos demais textos)
- Atualizar meu blog pelo menos três vezes por semana (Meta díficil! Mas eu vou me esforçar)
- Ganhar o Prêmio Excelência no Balcap (Grupo S.A., vocês estão incluídas nisso, então "vamô bota" essa porra pra funcionar direito!)
- Voltar a me dedicar mais aos meus treinos, dar mais atenção para a Pack, e tentar entender de onde surgiu toda aquela revolta de tentar me morder
- Ler todos os livros que estão na minha lista de leitura
- Não ficar mais de exame na faculdade (E se ficar, saber data e hora certa da prova e não depender da Camilinha me ligar para avisar que eu estava de exame)
- Melhorar a atual situação com a minha irmã (Se é que isso é possível..!)
- Economizar dinheiro ( Por que simplesmente eu não posso ganhar mais?)
- Comprar um mp4 novo e um notbook
- Perder os dois quilos que ganhei desde que comecei a almoçar na padaria
- Assistir todos os filmes que estão na minha lista de filmes (que está bem longaaa...)
- Não me envolver mais com garotos complicados, enrolados, ou desaforados (E até rimou..)
- Continuar a ser eu mesma, e que se dane o que acharem sobre isso...
- E claro, me divertir muito, tomar muita "breja" com os amigos", e curtir por aí...

Até 2.009 pessoal!

Por que?

Você alguma vez se perguntou por que
Faz sempre aquelas mesmas coisas sem gostar?
Mas você faz sem saber porque você faz!
E a vida é curta, por que deixar que o mundo
Lhe acorrente os pés?
Fingir que é normal estar insatisfeito
Será direito, o que você faz com você?
Por que voce faz isso por quê?
Detesta o patrão no emprego
Sem ver que o patrão sempre esteve em você
E dorme com a esposa por quem ja não sente amor
Será que é medo?
Por que você faz isso com você?
Por que você não para um pouco de fingir?
E rasga esse uniforme que voce não quer…
Mas voce não quer, prefere dormir e não ver
Por que você faz isso? Por quê?
Detesta o patrão no emprego
Sem ver que o patrão sempre esteve em você.
E dorme com a esposa por quem ja não sente amor
Sera que é medo?
Por que você faz isso com você?
Por que, cara?
Mas você não quer, prefere dormir e não ver
Por que voce faz isso? Por quê?
Será que é medo?
Por que você faz isso com você?
Você faz isso com você?

Raul Seixas

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Reforma Ortográfica

A partir de primeiro de janeiro do próximo ano começam a valer as novas regras ortográficas.
Ou seja, todos os meus árduos anos estudando gramática na escola acabam de ser jogados fora, porque tudo vai mudar!
Fica aí um desafio pra quem trabalha com textos, e o pessoal da mídia que precisará se adaptar para que não aconteçam gafes nos meios de comunicação.
Eu realmente acho desnecessária essa unificação das línguas dos paises que falam o português. Nosso idioma é bonito justamente pelas várias modificações que sofre em cada região, ou país.
É como se tentassemos unificar toda o nosso modo de falar, e escrever. Mas o português já sofreu tantas alterações ao decorrer dos anos. Quem não estranha ao ler nos livros antigos o "voismicê", que depois mudou para "você", e hoje nos tempos da linguagem da internet, já é "vc" ou "se".
Prova maior que essa das modificações da nossa língua não existe!
E sem contar que as crianças de hoje em dia mal conseguem aprender o nosso tão bom e velho português de agora, quem dirá com todas essas mudanças!
Virão anos difícies para a escrita em nosso país...
E para mim, mais longos anos aprendendo gramática!

PS: Coloco uma matéria muito interessante publicada no site G1 com algumas das novas regras, para o pessoal já ir se adaptando!
http://g1.globo.com/Noticias/Vestibular/0,,MUL936903-5604,00-IMPRIMA+GUIA+DA+REFORMA+ORTOGRAFICA.html

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Bora resumir tudo...

Muita coisa para dizer, pouco tempo com a correria de fim de ano. A solução? Resumir!

Primeiro: Ronaldinho no Corinthians? Golpe de marketing ou o fenômeno está realmente com a "moral" baixa?
Eu acredito que é golpe, o Timão vai é arrancar uma grana daquele "bando de loucos", dividir com o Ronaldo, e depois ele vai embora... Não acredito em bom futebl, e nem em dedicação para a Fiel Torcida.

Mudando de ares: O que foi a mini série Capitu?
Linda, muito bem feita, trilha sonora escolhida a dedo, bons atores, enfim... Uma bela remontagem.
Quando o último capítulo acabou, eu abri a coluna do Diogo Mainardi, na revista Veja, e lá ele criticava a série, dizendo que a produção não fazia jus a obra d Machado de Assis.
Mas se a proposta era justamente adaptar a obra para o gosto dos jovens de atualmente que tem tão pouca intimidade com essa bela obra que é Dom Casmurro, livro que inspirou a mini série, acho que foi um tiro certeiro. Acredito que a forma que a história foi contada deixou a narrativa mais envolvente, despertou mais interesse, nos deixou com vontade de acompanhar a história...
E o que era a Maria Fernanda Cândido no papel de Capitu? Linda, como sempre!
Enfim, para encerrar esse assunto, achei a iniciativa ótima, e se essa é a única forma de fazer o povo gostas do que é "bom" e "brasileiro" dou meu total apoio para que outras mini séries como essa venham por aí!

E para encerrar: A rainha do Pop está no Brasil! Sim, Madona no auge de seus 50 anos desfila toda a sua disposição nos palcos brasileiros e mostra que ainda dá conta do recado!
Com certeza, um show e tanto para quem teve a oportunidade de aparecer por lá!

A mnha vida? Uma bagunça, mas num dá pra contar agora...

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

"Bom dia Juliana"

Todo dia ele passa e fala "Bom dia Juliana!".
Estranho pensar dessa forma, mas esse jeito de me chamar, Juliana, deixa bem claro o quanto parecemos estranhos um para o outro. Viramos meros colegas...
E eu me lembro das tardes de brincadeiras idiotas, e de sorrisos soltos...
Não gostei dele por sua aparência, gostei dele logo de primeira, pelo o seu jeito de ser. O que só prova mais uma vez que,na maioria das vezes, as aparências enganam...
Eu me enganei.... Ou não...Eu ainda teimo em pensar que não! É essa teimosia que faz dessa frieza no modo de me tratar ainda pior...
Hoje muito mais que uma sala, parece que um mundo todos nos separa...
Mas como separar o que praticamente não esteve junto? Essa é uma das características dessa minha fantasiosa mente, sentir falta daquilo que nunca se fez concreto...
Já desisti, essas respostas eu nunca terei...
O jeito é se conformar é reponder ao "Bom dia Juliana", com um igualmente frio e sem jeito Bom dia...

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Balcap 2008!

Me perdoem a expressão: Mas o Balcap desse ano foi "do caralho"! Rs!
Desde a maravilhosa apresentação do professor Wanderlei, passando pelas torcidas dos cursos, e o nosso grupo que ganhou Menção Honrosa por Pesquisa, o Balcap foi só emoção.
Para aqueles que não sabem, Balcap é o Balanço Anual dos Cursos Articluados por Projetos, realizado pela nossa faculdade para premiar os melhores trabalhos de cada curso.
Não ganhamos o Prêmio Excelência, mas tudo o que passamos juntas esse ano valeu muito mais que tudo isso!
E nada paga a cara de chocada da Samira!
É isso aí meninas! Amoo vcs!
E ano que vem, a gente vai botar essa porra pra funcionar direito de novo! Rs!

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

E bota essa P**** pra funcionar direito!


Sim...Esse foi o nosso lema esse ano!
O grupo S.A com suas catracagens e bizarrices já tem seus espaço garantido em minha vida....!
Nossa falta de "simpatia" com o resto do pessoal da sala, só nos fez ficar mais unidas, afinal, só a gente aguentava umas as outras.
Esse ano foi puxado... As provas, a revista, o programa de rádio...O segundo semestre voou, e quando percebemos já era o dia da banca!
E que banca! Tremíamos como "vara verdes" antes de subir ao palco do Centro Cultural da nossa faculdade. Mas foi impressionante como tudo correu bem! Parecíamos velhas palestrantes acostumadas a fazer aquilo todos os dias!
E como é bom ouvir elogios de um projeto que você batalhou o ano inteiro para ver perfeito! Que ogulho, eu diria....
Aprendemos muito esses dois semestres, desde a entrevista com o Jacques Gomes Filho, que exigiu da gente toda uma preparação, e principalmente organização do grupo, até o comentário do professor Mário Sérgio, que foi um pouco mais fácil, afinal, "já é de casa".
A Helô arrasou na diagramação, a Camila caprichou nas propagandas, e a Samira fez de tudo, da revisão a comprar camisetas e levar a revista para a gráfica!
Quando escuto nosso documentário agora, ou vejo a revista, dá até uma nostalgia de lembrar de todos os momentos de apuros!
Tá loco Nenêm! Que trabalho que deu... Mas é isso aí meninas, a gente colocou a coisa pra funcionar direito, e sem falsa modéstia, caprichamos, e muito, dessa vez!
Obrigada por tudo Catracas do meu coração! E ano que vem "tamô" aí de novo! Que venha o projeto Superação, que venha mais catracagens, e que venham bons e inesquecíveis momentos!

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

"Eu prefiro que você seja menos inteligente, e mais atenciosa"

E nem inteligência, nem atenção, tá difícil mandar "uma boa"....

E quem foi que disse que era fácil essa tal de assessoria?

domingo, 30 de novembro de 2008

A tragédia de Santa Catarina

Dá até um arrepio imaginar quanta dor e sofrimento as pessoas que vivem em Santa Catarina, mais especificamente nas regiões que foram atingidas, estão passando ao ver suas casas detonadas pelas enchentes, em perder familiares e amigos, em ter toda uma vida levada pela chuva....
Eu vi algumas imagens pela TV e fiquei assustada e impressionada com tamanho da calamidade e com a força que a natureza pode ter.
É até difícil acreditar que apenas água, em forma de chuva, possa ter acabado com a vida de tantas pessoas.
A única coisa boa de tudo isso é ver a solidariedade humana. Esses dias andando na rua vi um cartaz em uma academia dizendo que estavam recolhendo mantimentos para mandar para os necessitados das enchentes. Achei legal a iniciativa, pretendo deixar minha contribuição na segunda feira.
Tenho achado boa a cobertura que a mídia tem dado deste caso. A internet dá destaque ao desastre, e sempre informa os acontecimentos com grande velocidade, sem se tornar repetitiva e sem falar de assuntos desnecessários. Eu acompanho mais pelo site G1, mas dou uma "sapeada "nos outros algumas vezes.
Esses dias vi também uma espécie de comentário do Willian Bonner no Jornal Nacional. Ele mostrou os principais pontos afetados, e ia analisando os prejuízos, entrevistando pessoas, comentando os fatos, tudo com uma olhar não só de jornalista, mas também humano, como se aquilo também mexesse com ele. Foi uma bela reportagem.
A revista Veja também fez uma boa reportagem, com ótimas fotos e infográficos. Só acho que a publicação apelou um pouco ao colocar uma foto de uma criança de três anos na capa. O título dizia que ela era a primeira vítima, e na matéria eles explicavam que ela morreu quando sua casa desabou, e que ela foi a primeira vítima da tragédia a ser registrada na lista que já passa de cem nomes. Fora isso a reportagem especial foi bem elaborada, e deixou os leitores da revista a par do assunto.
Enfim, o que se sabe é que cidades inteiras foram afetadas, e que vai ser necessário muito tempo e mão de obra para que tudo fique em seu lugar de novo.
Torço para que todos fiquem bem por lá, que toda a população tenha força para sair dessa situação, e que disso tudo, fique um alerta que a Terra está nos dando...Ela precisa de ajuda, e se não fizermos algo, amanhã poderá ser a gente na mesma situação que o pesosal do sul do país.

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Ainda falando sobre ética...

Não contente em pedir um trabalho, a professora de Ética pede mais um...
Segue abaixo meus devaneios sobre a ética no mundo atual, e no mundo jornalístico.

Lula culpa mídia por parte dos crimes contra jovens

AE - Agencia Estado

SÃO PAULO - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva responsabilizou ontem parcialmente os meios de comunicação de massa pela ocorrência de crimes sexuais contra crianças e adolescentes durante o 3º Congresso Mundial de Enfrentamento da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, no Rio. Segundo ele, a mídia contribui com sua programação para a degradação da família com a divulgação sem limite de cenas de sexo e violência. Lula criticou a falta de programação cultural de qualidade dirigida aos públicos infantil e jovem na TV.
De acordo com o presidente, o crescimento do número de menores submetidos a ataques sexuais não é causado apenas pela pobreza que, admitiu, muitas vezes leva a criança a “vender seus corpos por um prato de comida”. “Um outro ingrediente, além do econômico, é o processo de degradação a que está submetida a humanidade, a partir da família, pela qualidade das informações que recebemos pelos meios de comunicações 24 horas por dia”, afirmou o presidente.
Na hora em que a família entra num processo de degradação que passa pelo econômico, passa pelo social mas passa pelo que ela vê na televisão 24 horas por dia. Quem tem televisão a cabo, sabe do que falo. É sexo e violência de manhã, de tarde e de noite. Quantos programas culturais temos nas televisões para que as crianças possam ver às 7h, às 10h, ao meio-dia, 14h, 18h?? Projeto de lei que torna mais clara a legislação contra material pornográfico contra crianças e adolescentes foi sancionado por Lula. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Dilemas éticos contemporâneos vividos na mídia brasileira

Essa notícia que foi retirada do site do jornal O Estado de S. Paulo, no dia 26 de novembro de 2.008 nos faz refletir sobre algumas das questões que são levantadas ao decorrer do texto.

Primeiramente o papel da mídia e dos jornalistas na sociedade. Os jornalistas devem ser isentos de opinião, e devem se preocupar em relatar o fato com total veracidade, tomando o cuidado de ouvir todas as partes envolvidas, e não devendo de forma alguma tirar proveito da situação para benefício próprio. Cabe aos meios de comunicação, através do material coletado pelos profissionais da área, passar à informação a população em geral, podendo também divertir e educar por meio de sua programação.

O que se vê nos dias de hoje nos meios de comunicação brasileiros, principalmente a televisão e a internet, é uma briga pela conquista de audiência, onde a maioria dos princípios éticos não são respeitados.

A programação exibida pelos canais abertos de TV são carregados de apelos sexuais, eróticos, ou violentos exibidos em horários em sua grande maioria impróprios, quando existe uma grande quantidade de crianças assistindo a essa programação.

Quanto a parte jornalística, o que percebemos é a preocupação em conseguir o “furo” da reportagem, esquecendo – se na maioria das vezes de seguir o código de ética do Jornalista. Outra preocupação é dar a maior repercussão possível do caso, antes mesmo que ele possa ser averiguado de uma maneira mais detalhada. Um exemplo deste comportamento pôde ser visto na cobertura do caso da morte da adolescente seqüestrada por seu ex- namorado. Eloá Pimentel permaneceu seqüestrada por cinco dias, e acabou morta com dois tiros. Enquanto a polícia negociava a liberação dos reféns, que inicialmente eram quatro, depois passou para duas, repórteres cercavam o lugar a procura dos melhores ângulos para fotos e filmagens, e programas de TV ligavam para o seqüestrador para conversar com ele atrapalhando a comunicação dos policias com Lindemberg, o seqüestrador. Também exibiram as vidas das garotas seqüestradas, Eloá e Nayara amiga da vítima que voltou ao apartamento depois de ser solta, mostrando fotos, ouvindo relatos de amigos e parentes, e esquecendo – se que tratava- se duas menores de idade, que não deveriam ter os rostos expostos, e sim ter o máximo de sua privacidade e dignidade preservadas como lhes garante o ECA, Estatuto da Criança e do Adolescente. Tamanha exposição do rosto de Eloá, talvez fosse aceitável, após a sua morte, pois aí ela assumiria o papel de vítima.

Claro que a imprensa deve procurar o novo, que deve sair em busca de flagrantes e denúncias, porém tudo tem o seu limite. Não se deve desrespeitar a população a bombardeando de um mesmo assunto, muitas vezes de forma apelativa, sem fazer o seu papel principal, que é o de além de informar, fazê - la refletir sobre o assunto para que possa assumir uma postura em relação ao ocorrido. O que pode ser percebido, é uma espécie de “lavagem cerebral” feita em que recebe a notícia, que acaba deixando caso parecido com uma novela, onde a população acha que tem o direito de interferir livremente. Até pode – se interferir, mas do modo certo.

Ainda falando sobre a matéria citada no início do texto, é um direito de todo o cidadão que ele tenha a sua dignidade humana respeitada, que são os bens básicos para a vida de qualquer pessoa, como ter onde morar, ter educação, ter direito a informação, entre outros. Quando o presidente cita que uma das causas dos crimes cometidos contra crianças e adolescentes é a pobreza, ele assume, que antes da mídia, ele também tem culpa nisso, pois não garante a quem mora em seu país as condições básicas para que os pais possam educar seus filhos.

E claro, a mídia tem uma grande influência sobre a vida das pessoas, mas se a educação no país fosse prioridade, e fosse levada a sério, talvez grande parte da população não estivesse assim tão vulnerável as atrações de baixa qualidade que são exibidas pela TV, e tivessem maiores condições para opinar, e até por que não protestar, contra o que lhes é proposto assistir nos canais de TV aberto. A educação é um direito de todos, mas infelizmente não é o que vemos em nosso país.

Quanto aos valores éticos, podemos perceber que geralmente são esquecidos, em uma sociedade cada vez mais individualista, onde sentimentos básicos de convivência humana são esquecidos como a solidariedade e o respeito pelo próximo e ao lugar onde vivemos.

Vários foram os filósofos que tentaram explicar do que se trata a ética, e a melhor maneira de praticá-la, mas o fato é que enquanto ela não se tornar algo comum em nossas vidas, enquanto ela se mantiver somente nos livros e teorias, continuaremos vivemos do jeito que estamos agora. O que precisamos não são teorias, mas sim formas de como praticá-la.

Obs: Artigo de opinião baseado nas aulas de Legislação e Ética, ministradas pela professora Dorotéia Amaral, no curso de Comunicação Social – Jornalismo, quarto período.

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

A novidade do e-commerce, ou vendas on-line, como preferir.

Depois de quase um mês trabalhando na área, tá na hora de "arregaçar as mangas" e colocar em prática o que deu pra aprender até agora.
Vejam se aprovam, ou se falta mais dedicação...Rs!

Ao usar a expressão e-commerce talvez pouca gente saiba do que se trata. Agora se usarmos a expressão compras on-line, ou vendas pela internet, com certeza as pessoas vão sentir mais facilidade para lidar com tema.

Esta nova modalidade de comércio vem chamando atenção principalmente de pequenos lojistas, que vendem todos os tipos de produtos, desde artigos para decoração, à roupas e sapatos. O que mais atrai esse público é a facilidade em abrir sua loja virtual. Hoje em dia existem sites que oferecem toda a assessoria necessária para esta modalidade de comércio, como hospedagem, sistema pré – configurado para cada tipo de comércio específico, e suporte on – line para qualquer dúvida que o lojista possa ter.

A maior acessibilidade à internet, que nos últimos anos vêm atingindo todas as classes econômicas, incluindo a “C” e a “D”, somado ao fato de que cada vez mais pessoas têm acesso à rede mundial de computadores em suas casas ajudam a tornar o comércio eletrônico mais popular. Sem contar que os preços praticados on – line são bem mais baixos em relação aos praticados no comércio popular.

Se você ainda não comprou pela internet, com certeza conhece alguém que já experimentou comprar pelas lojas virtuais. Os motivos que levam as pessoas a optarem por esse tipo de compra são, primeiramente, a facilidade de comprar em casa, sem enfrentar grandes filas, multidões nos shoppings centers, a luta pela vaga para estacionar o carro, entre tantos outros problemas que enfrentamos no dia – a – dia das compras. Outro fator que também atrai os consumidores é a variedade de produtos disponíveis na internet, onde você pode encontrar desde os últimos lançamentos, até peças raras, de colecionadores, somados a comodidade dos sites comparadores de preço que apontam as melhores ofertas, e tudo isso a um clique do seu mouse.

A segurança que estes sites oferecem também contam na hora de colocar no papel as vantagens das compras on – line. Desde que o internauta tome alguns cuidados básicos, como verificar se o site possui o cadeado de segurança, que é o que garante que os dados digitados não serão fraudados, as lojas virtuais oferecem total segurança aos seus clientes, entregando produtos de qualidade, e no prazo determinado. Para internautas um pouco mais desconfiados, pode- se até ligar para a loja, para verificar qualquer questão que não esteja clara na loja. O que é aconselhado é não acreditar em promoções fantásticas, com preços extremamente mais baixos que os outros.

Para garantir ainda mais a credibilidade, e a segurança que as lojas on-line oferecem, existem sites que dão certificados de confiança para as que são melhores avaliadas pelos próprios clientes.

Mas a principal vantagem das compras pela internet, é que o poder está nas mãos do consumidor. O lojista trabalha exclusivamente pensando em como conquistá-lo, como ganhar sua confiança. Afinal, um cliente insatisfeito, pode, em um dos sites de reclamações que já existem pela rede, denegrir a imagem de sua loja se não foi tratado bem, ou se a loja não cumpriu o prazo de entrega dos produtos, ou o valor combinado na compra. Nesta modalidade de comércio não existe mais a expressão “por detrás dos panos”, tudo tem que ser feito da maneira mais clara para que o cliente se sinta seguro para realizar suas compras.

E se o cliente se sente seguro, com certeza indicará a loja para amigos, familiares, ou fará uma divulgação em sua página, ou site, pessoal da internet.

O e- commerce, ou vendas pela internet, como você preferir, nos propõe uma nova modalidade de compras. Onde quem manda é o consumidor, e o lojista não tem mais que se preocupar com comissão de funcionários, ou com grandes despesas de manutenção da loja, como contas de água e luz...Divulgando sua loja corretamente, e sabendo administrar sua loja a mantendo sempre atrativa, e garantindo a entrega dos produtos, ele terá menos dor de cabeça do que tendo que acordar cedo todos os dias, indo até a loja, e esperando os clientes chegarem.

Se você já um empreendedor do ramo, ou um e-consumer (consumidor on-line) já sabe do que eu estou falando, mas se ainda não experimentou, eu recomendo a experiência. Tenho certeza que você ficará “conectado” nessa novidade!

domingo, 23 de novembro de 2008

A arte de escrever...

Quando eu escolhi cursar a faculdade de Jornalismo, um dos fatores que me ajudaram nessa decisão foi o fato de eu escrever bem. Ou pelo menos achar que escrevia...
Depois de dois anos trabalhando textos incansalvemente em sala de aula, de ler, pesquisar, e conhecer as técnicas dessa "arte" de escrever bem, eu cheguei a conclusão que não escrevo bem...
Ao criar este blog, a proposta era publicar todas as minhas idéias, desde um simples comentário sobre algo que repercutiu na mídia, a devaneios da minha forma de ver o mundo. Tudo isso praticando a minha forma de escrever, de me expressar...
Quase um ano depois, vejo que pouca coisa mudou... Escevi bem menos do que desejava ter escrito neste blog, embora tudo o que está registrado aqui foram recordações e desabafos marcantes desse ano...
Mas eu ainda não sei escrever...Eu ainda não tenho um estilo pra chamar de meu, não consigo desenvolver todas as minhas idéias que passam tão rápidas por essa minha "serelepe" imaginação.
Eu tenho uma brilhante idéia, mas não consigo desenvolvê-la no papel, sempre falta uma "pitada" de algo...
Esse ano na na faculdade confesso que passei por vários momentos prestes a largar tudo e ir estudar Administração de Empresas, a escolha de curso para quem não sabe o que quer fazer...Ao receber os meus textos corrigidos me dava um desânimo, porque eu sabia que minha idéia era muito mais do que aquilo que eu consegui passar para valer um seis...
E ao comparar o meu blog com o de outras pessoas, vejo que meus textos não passam de simples desabafos de uma adolescente em seu diário, e não era isso o que eu queria...
Eu só queria escrever bem...
Mas cheguei a conclusão que não sei fazer isso, e aí o drama, o que faz uma jornalista que não sabe escrever?
O que me resta é mudar o meu curso para um na área de exatas, par lidar com números não se necessita talento, nem o domínio de uma arte, precisa - se apenas de prática.

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Colocando os pingos nos "is"...

Um dos meus recentes posts, que eu intitulei "Homens" causou um tanto de "polêmica". Tanto que resolvi vir aqui para esclarecer algumas das questões que não foram muito bem compreendidas.
Primeiro, para quem eu escrevi esse texto não foi para quem TODO mundo achou que foi! Confesso que agora, reelendo minhas palavras, tinha sim alguma coisa a ver com esta pessoa, mas quando escrevi, pensava em dois outros homens completamente diferentes.
Talvez, acho que misturei as coisas, e acabei falando demais, mas de forma nada clara!
Enfim, os destinatários corretos daquele texto foram dois garotos com quem eu me relacionei que tentaram mudar a minha forma de ser, que não valorizaram todas as coisas que eu fiz para tentar ser aceita por eles. Resumindo, não derm valor, e agora correm atrás tentando recuperar o que perderam, mas ainda querendo que eu mude pra ficar com eles. Mas pera lá, não são eles que querem voltar? Não seriam eles que teriam que tentar se ajeitar?
Segundo, esta pessoa que todos acharam que era o texto, bem... ainda nem deu tempo para sentir algo por ela, seja raiva, amor, ou qualquer outra coisa. Mas vejam bem, eu disse que ainda não deu tempo, e não que eu não sinto nada. É tudo ainda muito recente, e tenho tentando me controlar muito antes de definir meus sentimentos por alguém. Os dois casos aí acima são belos exemplos de precipitação de minha parte que acabaram em decepção. Não quero me decepcionar, nem decepcionar ninguém, portanto, com um passo de cada vez podemos chegar longe... Ou não... Mas enfim, até onde chegaremos, se é que chegaremos são perguntas que não cabem a mim a resposta.
E por último, eu não quis rebaixar as mulheres a seres imbecis que vivem a espera de um principe encantado. O que eu queria era ridicularizar os homens, e mostrar como toda mulher sempre se ilude de maneira besta, e às vezes até ingênua, em relação aos seres dos sexo oposto, e como somos capazes de criar todo uma vida ao redor deles, e eles só são capazes de pensar em futebol!
Enfim, era isso, quem acompanha este blog sabe bem quem são as pesosas citadas no texto, e caso não saibam, não se sintam excluídos. Os dois primeiros foram dois troxas que passaram pela minha vida, e o terceiro... Bom.... Esse nem eu sei o que é...! Rs!
Espero que agora todo mundo tenha entendido o meu desabafo do penúltimo post!

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Ética

Cá estou eu enrolando para fazer um trabalho sobre ética que eu deveria fazer para a aula de Legislação e Ética de quinta feira. Até mudar layout do blog eu já mudei....
Enfim, e aí surge a pergunta inevitável: afinal o que é Ética?
Se fala tanto nessa palavrinha tão simples, mas será que as pessoas realmente sabem o que ela significa?
Eu confesso que eu não sei...
Me lembro vagamente da professora Dorotéia falando que um conjunto de ações de algumas coisas que envolviam a moral e a dignidade humana...
E por que diabos damos tanto valor pra essa "palavra desconhecida" se nem sabemos o que ela realmente quer dizer?
É que nem os nossos Direitos. Todo mundo "enche a boca" pra dizer que tem Direitos, mas poucas pessoas sabem realmente quais são seus direitos, e a grande maioria esquece que antes dos direitos, vêm os Deveres.
Estranho pensar que damos tanto valor a coisas que não entendemos muito bem... Talvez seja por isso que damos essa importância toda, pois se soubessemos, seria algo normal, que todos respeitariam, e aí perderia a gaça...
Bom, chega de filosofia, tá na hora de fazer trabalho...!

sábado, 15 de novembro de 2008

Homens...

Assunto inevitável em uma roda de mulheres: homens. E claro, todas as filhadasputices que eles nos fazem, as cafagestagens, e todas as outras mancadas.
Claro, que para esse assunto estar em pauta, é porque uma das mulheres da roda teve uma desilução com um ser do sexo oposto recentemente. Na noite de hoje, a desiludida sou eu!
Aposto que todo mundo já prometeu pra si mesmo alguma vez que só iria se apaixonar se fosse pela pessoa certa, que os outros seriam meros passatempos, e que você iria apenas se divertir com eles. Pode não ter sido bem essa a promessa, mas era pelo menos parecida...
E aí, você passa a cuidar mais de você, a se valorizar mais, a caprichar na chapinha, manter as uanhas impecáveis, e o que aparece na sua vida? Aquele, que supostamente seria a pessoa certa! Aquele que mexe com você, faz você sentir aquele friozinho na barriga, e até chega a fazer planos... Esse cara também será o responsável por você achar que está gorda, ou magra demais, que seu cabelo está uma palha, que a cor do seu esmalte não combina com o tom da sua pele, que você precisa se vestir melhor, conhecer, ou até gostar, das mesmas músicas, filmes e seriados que ele (claro, vocês tem que ter assunto..), enfim, ele vai acabar com toda sua auto estima duramente alcançada em seus dias paz. E tudo isso porque você quer chamar a atenção dele...
Depois que você finalmente consegue essa merecida atenção, ou até algo mais, na maioria das vezes descobre que não serviu para nada...Porque ele não era aqueleee cara especial, nem ao menos chegava perto do projeto de cara legal que você sonha.
Estranho isso acontecer, não é? Se antes, você o escolhe por justamente ter aquelas características que te chamaram atenção, aquilo que você considera indispensável, tipo bom humor, gostar de boa música, ou o jeito de se vestir....
O próximo passo depois disso tudo? Reclamar para as amigas, ouvir aquelas músicas que lembram o ditocujo, e refazer a velha promessa...E torcer que o próximo cara especial, seja realmente especial!

sábado, 8 de novembro de 2008

Resumão

Não vou mais usar a desculpa da faculdade, da falta de tempo, entre outras desculpas que já usei aqui... Não postei porque não tinha criatividade.
Mas... Empolgada novamente, "bora" fazer um resumão desses dias...

Acho que o fato que mais repercutiu, e interferiu em nossas vidas, foi a morte da Eloá. A uma altura dessas, não preciso dizer que ela foi morta pelo seu namorado Lindemberg, após cinco dias de sequestro né? Mas a forma que ela morreu, dois tiros, sendo um na cabeça, o motivo da morte, amor não correspondido, e todo o circo que a imprensa fez a redor do caso, o que na minha opinião incentivou o sequestrador a manter a situação, fez com a maioria da população refletisse sobre o caso.
Primeiro, que jovens, por mais que estejam em uma fase de muitas mudanças de temperamento, precisam ser levados à sério, os pais devem acompanhar a vida de seus filhos, não de forma a controlá - los, e sim, conversando, orientando, tomando conhecimento do que o filho faz, com quem tem amizade, de que tipo de amizade se trata, enfim, mantendo - se informados sobre a vida do filho.
Segundo, ela tinha apenas 15 anos, e já namorava havia 3! Será que não é um pouco cedo para uma jovem começar um relacionamento? Será que essa juventude nã está sendo influenciada demais por meios de comunicação, por exemplo, que usam de recursos como sexualidade e eroticidade para ganhar audiência?
E por último, o que está acontecendo com meus futuros colegas jornalistas? Será que vale tudo para ganhar na audiência? Vale ligar para sequestrador, filmar e fotografar a garota morta no caixão, expor fotos e a vida de duas meninas de 15 anos (Eloá, e Naiara, que era sua melhor amiga), ou até mesmo anunciar a morte de Eloá antes dela realmente ter acontecido? E o bom jornalismo? E a ética e o respeito pelo povo? Essa guerra de audiência só nos faz perder qualidade no nosso jornalismo.

Citando o caso Eloá, 2.008 foi o ano que jovens e crianças sofreram violências, no mínimo cruéis. Primeiro a Isabela, atirada do sexto andar, pelo o que tudo indica, pelo pai e sua madrasta. E agora, a menina de 9 anos encontrada dentro de uma mala, com sinais de estrangulameto e abuso sexual, no Paraná. O que acontece no nosos país? Gente, ela só tinha 9 anos, imagina o que se passava na cabeça dessa menina antes da hora de sua morte...Eu pessoalmente fico bem chocada com notícias desse tipo, acho o ápice da crueldade humana. Me revolta, e me mostra incapaz de ajudar. Quando escolhi ser jornalista, queria além de informar, apontar possíveis soluções. Mas que solução para isso? Reinventar a humanidade?

E a crise financeira que abalou o mundo todo, como disse no meu último post, continua fazendo estragos. Bolsas já subiram e desceram, bancos ejetaram dinheiro no mercado para ajudar no financiamento, o governo tenta disfarçar, mas a verdade é que tempos dificieis virão. Talvez não chegue a recessão, mas queda nos índices de investimentos, assim como os consumidores fechando as carteiras para economizar.

Mas ainda há esperanças! Sim, nós podemos! Slogan do futuro presidente americano Obama! E como torci para ele ganhar. Que mudanças estarão guardadas para os próximos 4 anos, com o primeiro presidente negro eleito nos Estados Unidos? Eu, claro, espero melhores negociações para a América Latina, que os EUA passem a se preocupar mais com o aquecimento global, e que o preconceito racial nesse país, assim como em todos os outros, caia de vez por terra, junto com todos os outros tipos de preconceitos.

E não poderia faltar dizer que o Corinthians voltou para a série A. Com a ilustre frase" Tamô de volta" ano que vem teremos o nosso bom e velho alvo de chacotas, o "Timão" de volta! Já estava até com saudades! Parabéns aos corinthianos, maloqueiros, sofredores! Com todo respeito à torcida da Fiel.

Saindo um pouco dos acontecimentos em geral, e especificando em minha vida, posso dizer que desde o último post minha vida mudou um pouco.
Não trabalho mais na rádio em que trabalhava, mas a saudades que sinto da magia do rádio, junto com os programa semanais M7 notícias, produzidos nas aulas de Linguagem Radiofônica lá da facul, me ajudaram a finalmente decidir em que área quero trabalhar: a do Rádio.
Eu pendia um pouco para a área de Assessoria de Imprensa, área que trabalho agora, mas talvez seja um pouco monôtono demais para a minha imperatividade...

E para fechar, devo avisar que está programado para essa semana final do Entrevê, o projeto que desde o começo do ano desenvolvo na faculdade. Nosso programa de rádio, o documentário "Um olhar mais profundo sbre as Farc" já está pronto. E a revista "Alternativa" quase, só faltam os retoques finais.
Esse projeto me fez amadurecer muito, na escrita, em como pesquisar, até formatar texto eu aprendi, embora ainda dependa muito da Helô (rs!). Aprendi que em um trabalho em grupo, às vezes, é melhor deixar que as decisões sejam tomadas em grupo. Assumir a responsabilidade pode ser bom para o andamento do projeto, mas não para as relações entre si.
E talvez eu seja chata demais, mas toda brincadeira tem limite, e quando esse limite é ultrapassado, talvez a amizade acabe perdendo um pouco a força.

Ufaaa... Haja empolgação...Espero que tenha sobrado fôlego para os comentários! rs...

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Se eu tivesse tempo, teria vindo postar todos os dias aqui...Tanta coisa aconteceu que teria assunto para uns 10 posts.
Mas essa garota trabalhadora e estudioda que vos fala, anda meio oucupada!

Vamos colocar o papo em dia:

A atual crise americana, que atingiu o mundo todo, e espalhou o caos pelos 4 cantos do mundo, assustou todos que tinham investimentos, economistas, políticos...
Mas eu me assustei como ela também virou assunto das pessoas comuns, enquanto almoçam, no cabelereiro..
Cada um vendo a crise ao seu modo, interessada na parte do desastre que lhe cabe, mas ainda sim por dentro de todas as novidades do assunto.
E foi legal ouvir a repercussão da crise além da opinião da mídia, sempre com suas expressões tão dificieis, de uma forma mais real, mais simplificada, mais perto da nossa realidade.
É realmente interessante ver que a população começa a se importar com algo mais do que cerveja, futebol e samba, e que está procurando se informar pra saber o porquê de todas as coisas estarem tão caras, ou tão dificieis de se encontrar.
Há males que vem para o bem, e essa crise teve o seu lado péssimo, mas me deixou feliz nesse aspecto, a de que, talvez, nosso povo ainda tenha salvação!

sábado, 4 de outubro de 2008

Nessa quinta, dia 02/10/08 o Brasil pode ver uma das mais importantes premiações da música brasileira, o VMB, transmitido pela MTV.
Uma festa linda, bem produzida, com categorias de premiação criativas, e claro, destaque total para Marcos Mion e Marcelo Adnet. O Marcos comandou a festa com brilhantismo e tudo que era necessário para tornar o VMB inesquecível, com direito a entrada triunfal com voô com balões, imitações engraçadas de Vanessa da Mata e Caetano Valoso, aparição semi - nú, e piadas e trocadilhos quem não tinha como nã rir.
E Marcelo, fechava cada bloco da festa cantando uma música que resumia o que aconteceu no bloco imitando alguém que a platéia escolhia. Claro, sempre acompanhado do Mano Quiabo.
Tivemos grandes surpresas, como por exemplo a "Banda dos Sonhos", uma eleição para eleger o melhor guitarrista, baixista, baterista e vocalista do meio musical. Após três anos com mesmos artistas (Pitty, Japinha, Champion e o guitarrista do Hatten que eu não lembro o nome, e nem lembro como escreve o nome da banda), esse ano apenas os músicos poderiam votar nos candidatos que foram selecionados. O resultad foi inusitado, quando se imaginaria Chimbinha do Calipso tocando com Marcelo D2? A apresentação foi rasóavel, o D2 cantou uma música desconhecida, mas valeu a intenção por ser um improviso em pleno VMB! Junto com ele tocaram o baterista do Titãs e o baixista do Paralamas, que já estão acostumados a tocar juntos...
Também foi bem legal o desfecho da premiação, todos os artistas cantando "Furfles Feelling", a música que o Adnet criou em seu programa, e que pelo jeito virou hit...
Os prêmios foram dominados pelas bandas mais atuais, as preferidas pelos jovens, como NX Zero, Fresno e Strike, o que mostra a força da juventude em levar uma banda ao sucesso....
Inusitada foi a apresentação do Fresno com Chitãosinho e Xororó que animou o público, e também a do Bonde do Rolê que invadiu o palco do VMB com o ritimo de Funk. Mas engraçado mesmo foi o anão que dança a "Dança do Quadrado" recebendo o prêmio....
Foram surpresas como essa que fizeram a 14o edição da festadeixar um gostinho de quero mais, junto com a ótima cobertura feita antes, durante, e após a festa pelos VJ's da MTV.
A emissora está de parabéns, e que venham por aí mais projetos como esse, com mais situações inusitadas e um show de transmissão.

sábado, 27 de setembro de 2008

Hoje vi na Tv uma coisa que mexeu muito comigo...
No programa do Luciano Huck, naquele quadro que ele reforma o carro das pessoas, o personagem dessa semana era um senhor de 56 anos que não sabia ler...Então, a prova que ele teria que cumprir para ter seu carro de volta era exatamente aprender a ler.
Após o desafio vencido, o senhor disse uma frase que me fez pensar: " Quem não consegue ler é como um cego".
Poxa, imagina chegar aos 56 anos sem ler uma palavra???
Como se vive sem conseguir ler? Não ter como pegar ônibus, ler uma revista, os anúncios nosa outdoors...
Você consegue imaginar um dia inteiro sem ler?
E os nossos candidatos a prefeitura fazendo promessas imagináveis, e deixando pra trás esse direito tão básico de toda pessoa?
Ou fazendo pior, deixando jovens passarem de ano automaticamente, sem realmente aprenderem ler e escrever...
O pior de não saber ler, é você pensar que sabe, que é o que acontece com esses jovens...!
Acho que já tá na hora de combatermos essa "cegueira" da população, porque elas não ficam somente sem poder ler, mas tem seus olhos tampados tudo em sua vida.
E aí fica a pergunta que fica no ar: Será que nossos governantes preferem ter a população com os olhos tampados para não ver as desgraças que eles fazem?

domingo, 21 de setembro de 2008

Sumida...

Faz um tempo que não passo por aqui né?

Bem, um bucado de coisas tem acontecido...Mudei de horário no serviço, facul tá fogo também...


Sábio foi aquele que disse que amigos são a família que nos permitiram escolher.... Claro, quando são verdadeiros, e isso nem precisa dizer!
Acho que não é segredo pra ninguém que eu tenho um ódio mortal pela minha irmã, o que torna todos os momentos em família torturantes...Acho que também não é segredo que eu me decepcionei muito com uma pessoa que eu considerava, quem viu alguns posts anteriores acompanhou alguns desabafos...E agora, mais uma atitude inesperada de duas pessoas me deixaram bem chateadas sem contar estressada.
O por quê as pessoas sã falsas e dissimuladas é uma questão que vamos deixar pra outro momento...

É incrível como tensões e tristezas somem quando você encontra um amigo e dá boas risadas, coloca o papo em dia, faz comentários de coisas bobas, enfim, se diverte, esquece de tudo!
E nesses últimos dias tenho muito agradecer por todos que se preocupam comigo de verdade, que gostam de mim, e que me fazem esquecer de tudo, cada um de sua maneira, mas sempre me sinto melhor!
Tem uma música que diz "Me sinto mais em casa quando você está presente", é bem por aí mesmo, apenas a recordação de uma história que passei com alguém, ou uma mensagem SMS, um telefonema para um comentário bobo...Pequenos gestos que se tornam importantes!

Amizade é ter com quem contar....

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Canção das mulheres, por Lya Luft

Que o outro saiba quando estou com medo, e me tome nos braços sem fazer perguntas demais.

Que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos porque estou quieta.

Que o outro aceite que me preocupo com ele e não se irrite com minha solicitude, e se ela for excessiva saiba me dizer isso com delicadeza ou bom humor.

Que o outro perceba minha fragilidade e não ria de mim, nem se aproveite disso.

Que se eu faço uma bobagem o outro goste um pouco mais de mim, porque também preciso poder fazer tolices tantas vezes.

Que se estou apenas cansada o outro não pense logo que estou nervosa, ou doente, ou agressiva, nem diga que reclamo demais.

Que o outro sinta quanto me dóia idéia da perda, e ouse ficar comigo um pouco - em lugar de voltar logo à sua vida.

Que se estou numa fase ruim o outro seja meu cúmplice, mas sem fazer alarde nem dizendo ''Olha que estou tendo muita paciência com você!''

Que quando sem querer eu digo uma coisa bem inadequada diante de mais pessoas, o outro não me exponha nem me ridicularize.

Que se eventualmente perco a paciência, perco a graça e perco a compostura, o outro ainda assim me ache linda e me admire.

Que o outro não me considere sempre disponível, sempre necessariamente compreensiva, mas me aceite quando não estou podendo ser nada disso.

Que, finalmente, o outro entenda que mesmo se às vezes me esforço, não sou, nem devo ser, a mulher-maravilha, mas apenas uma pessoa: vulnerável e forte, incapaz e gloriosa, assustada e audaciosa - uma mulher.

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Esse domingo estava passando pelos canais da TV entediada, quando ouvi o Faustão anunciar: "Paralamas do Sucesso e Titãs jutos no palco do Domingão!"
Resolvi parar ali para ver se era real mesmo, porque imaginar essas duas grandes bandas juntas é pensar em boa música e em grandes sucessos.
Logo depois que as bandas entraram e começaram a se apresentar, entrou um grupo de bailarinas. Sabe aquelas bailarinas do Faustão né? Sempre lindas, parecem que nunca erram, que não transpiram, que estão sempre impecáveis!
Coitadas! O Paralamas e o Titãs arrasando no palco, e elas lá, tendo que seguir a coreografia....A Câmera passava por elas, e elas faziam caras e bocas, loucas para se jogarem no rock, mas firmes em suas coreografias.
Até que não aguentaram! Quando começou a tocar "Meu Erro" do Paralamas, um clássico que não existe pessoa que não saiba cantar, elas chamaram os convidados que estavam no palco, e saíram da linha, esqueceram passinhos e cantaram com toda força!
Ainda bem pra elas...
E fala sério? É possível resistir a essas bandas???

sábado, 23 de agosto de 2008

Estranho pensar que no país do futebol, nossas medalhas de ouro nas Olimpíadas são de outros esportes nem tão famosos por aqui...
O Volêi Feminino, o Salto à distância, a Natação...Atletas que nem são tão conhecidos assim fizeram o Brasil brilhar na China!
E isso se torna mais louco ainda se você comparar o salário de um jogador de futebol, com o salário de qualquer um desses atletas...Já pararam para pensar nisso?
Os nossos atletas não tem todo o apoio que mereceriam do nosso país, e muito menos há incentivo para que novos jovens possam se destacar em alguma modalidade esportiva, seja qual for.
E aí, no ano passado gastamos milhões para trazer o Pan para o Rio de Janeiro, e ainda queremos gastar mais para trazer uma Olímpiada para cá.
Raciocínio maluco esse...
A grande idéia que tenho para sugerir é pegar esse milhões e mais milhões de reias que parecem que estão sobrando e criar pogramas esportivos para essa garotada que nova que, as vezes, por não terem o que fazer, ficam nas ruas de bobeira, e aí acabam aprendendo o que não deveriam...
Mataríamos doi problemas em uma só solução! Não parece uma boa pedida?
Mas voltando a futebol, já que esse é um assunto de grande importância no nosso país, o time masculino pode perder por 3X0 da Argentina e depois disputar o bronze que tudo fica certo. Agora o Feminino chega na final, perde por 1X0 dos Estados Unidos e pessoal já "cai matando" com críticas negativas, e fazendo cara de velório como se o time fosse acabar...
Poxa, elas ganharam uma medalha de prata, mesmo sem apoio algum, será que já não tá bom?
Acho que antes de uma Olímpiadas no país do futebol, precisamos tirar um pouco as atenções dessa modalidade, e se atentar a algumas faltas graves que temos cometido!
Parabéns a todos os atletas que se esforçaram durante os jogos...E agora a nossa torcida será para que fique uma lição de tudo isso, para que a situação possa mudar!
Um dia acreditamos que tudo seria para sempre...
Um dia sonhamos com um mundo perfeito de alegrias e satisfações...
Um dia acreditamos que se nada é perfeito, juntas faríamos o melhor....
Um dia...
E hoje já se passou tanto tempo, tanta coisa já aconteceu, e esse vão que ficou entre nós nunca se fechará...Aliás, que já nem é um simples vão, agora já um precipício...
Precípicio onde se perderam tantas coisas boas...!
Hoje eu sei, aprendi a duras penas que nada dura pra sempre, e que mesmo que eu faça meu melhor, nunca será um motivo para que as pessoas me respeitem ou me considerem.
Hoje eu sei que a solidão não é tão fria e amarga quanto parece...
Se um dia eu sonhei com alegrias e satisfações, hoje eu me lembro do refrão daquela velha música "Hoje eu só quero que o dia temine bem..."
Talvez um dia eu consiga deixar tudo isso pra trás...
Um dia eu vou sonhar de novo...
Mas por enquanto....Por enquanto eu vou levando....Eu vou po aí, por lugares que sei que você não estará...

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Rotina..

Férias são ótimas, descanso, tempo livre e tudo o mais...
Mas a rotina de ir a aula, no mesmo horário, ver as mesmas pessoas também tem seu encanto!
Essa semana retornei para a faculdade diferente, algumas histórias boas e outras nem tanto foram acrescentadas na minha velha mala de lembranças, e de certo todos voltaram com uma novidade.
E aí você reencontra aquele velhos conhecidos que sempre pegam ônibus com você, e percebe que cortaram os cabelos, levam uma aliança no dedo, a intimidade é tanta que você repara até nas roupas e sapatos, porém nunca trocaram uma só palavra. Mas eles não deixam de fazer parte da sua rotina...
E os companheiros de sala? Aqueles comentários maldosos de alguma menininha da sala, ou do menino charmoso da turma, piadas entre grupo, aulas de professores chatos que falam sem parar, o sinal do intervalo...
Tudo isso acaba se tornado uma pequena parte de sua vida...E é estranho pensar nisso..
Doce e deliciosa rotina! Claro, faz bem quebrá - la com uma certa frequência, mas ela também tem suas vantagens!
Não deveríamos encarar nossa rotina com algo de todo ruim, deveríamos observá-la para poder reconhecer o momento em que ela nos dá a chance de renová-la, tirar o que for ruim e ressaltar o que nos faz bem.
O fato de fazer as mesmas coisas todos os dias significa que você tem uma rotina, mas não te obriga a realizar suas tarefas da mesma maneira sempre...Portanto, reivente novas formas para fazer o que tem que ser feito. E não pare somente naquilo que deve ser feito; reivente seus medos, vontades, se reivente!
Essa pode ser a sua rotina!

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Aventura na rua Cantagalo!!


Quando me chamaram para ir ver o show do Café com Bobagem no teatro Eva Wilma eu nunca pensei que seria tão sofrido..!
Eu não sei andar em Sampa, então combinei de ir com um grupo de amigos que conheciam mais os caminhos e estações de trem do que eu!
Saímos de Mogi às 19:00 horas, todos animados, e seguros do caminho: Pegar o trem na estação Guaiazes, fazer baldiação para um outro tem e descer na estação Tatuapé. Da estação do Tatuapé, ir até a rua Cantagalo e procurar a rua do teatro, que era uma travessa dessa avenida.
Aí começou o problema... A Cantagalo era imensaaaa!!!!
Atravessamos a rua de ponta a ponta e nada de achar a tal travessa...Isso porque a rua não era uma travessa, era uma paralela!
O pessoal que estava comigo andava rápido pra caramba, não dava nem vontade de acompanhá-los... A outra parte da turma até desistiu...Foram comer esfiha..
Bom...Tudo isso para chegar no meio da peça, e a apresentação nem ser tão boa assim...Achava que o Café com Bobagem era melhor....
Enfim..Esse post todo para dizer duas coisas:
A primeira, se te convidarem para ver a peça do Café com Bobagem, não vá esperando grande coisa, é um espetáculo médio.
E a segunda, sempre que for para algum lugar, não confie em niguém, certifique-se do caminho!
É..Eu me ferrei nessa!
Mas pelo menos tenha história pra contar agora...!

quarta-feira, 30 de julho de 2008

Os vários Humores...

Esses dias estava conversando sobre os programas de humor que passam na TV hoje em dia...
Vemos lá várias pessoas que você sabe que são talentosas, aquelas pessoas que quando você vê vídeos na internet, ou escuta nos programas de rádio você se "mata" de rir com elas, e quando chega na TV não sai nada, parece que nem são as mesmas pessoas....
Eu não entendo o por quê dessa diferença? Não deveria ser igual? Não são os mesmos caras, algumas vezes até são as mesmas piadas, por que não tem o mesmo efeito?
Talvez seja porque, quando se faz TV, não se tem a mesma liberdade, falta a espontaneidade por ter que ficar preso às camêras, se preocupar com a maquiagem...
Tive um exemplo disso ao ver um vídeo no Youtube, chamado "É nóis na Fita" com dois atores que também participal do programa Zorra Total, Leandro Hassum e Marcius Melhem. Quando os vejo na TV não me surpreendo muito, mas no vídeo eles conseguiram me fazer rir!
Uma pena que isso aconteça, é um desperdício não mostrar toda a capacidade dessas pessoas...

Vou fazer aqui uma pequena observação, já que estamos falando de comédia, aí vai o link de uma entrevista super legal que vi com os apresentadores do programa CQC.Eles são uns dos poucos exemplos que conseguem manter o seu humor ótimo onde quer que seja.
http://msn.onne.com.br/conteudo/4863/desvendando-o-cqc

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Diálogo entre um Homem e Deus...

O homem pergunta para Deus: Por que o senhor fez a mulher tão bonita?
Deus responde: Para que você pudesse amá-la!
O homem ainda questiona: E por que a fez tão burra?
E Deus por sua vez diz: PARA QUE ELA PUDESSE AMÁ-LO!

E quantas vezes já não nos fizemos de burras para que tudo ficasse bem?

sexta-feira, 25 de julho de 2008

Santa Comédia!


O Santa Rosa, um barzinho que tem aqui em Mogi, já me agradava...
Um ótimo ambiente, boa música, sempre tem ótimos cantores lá com um repertório ótimo de MPB e Pop Rock.
E, ontem, tive mais uma noite maravilhosa por lá...
Assisti a apresentação do comediante Fábio Rabin, que subiu o palco sem nada nas mãos, pegou o microfone e fez todo mundo rir por uma hora.
Depois ainda rolou uma apresentação de um outro humorista, mas esse não pude ver, tive que ir embora, senão não trabalhava no outro dia..!
A casa estava cheia, a organização do evento estava boa, só lamento pelo som que deixou um pouco a desejar...
E antes da apresentação do Fábio, rolou uma ótima música, infelizmente não sei o nome do cara, mas vou descobrir! Mandou muito bem, cantou samba, forró , MPB, rock...Música brasileira de alta qualidade.
E além de tudo isso ainda encontrei as "Catraquinhas" do meu coração, Heloísa e Camila, que já estava com saudades..Ou seja, o riso já começo antes mesmo de entrarmos no Santa Rosa!
Recomendo a todos que tiverem a oportunidade de assistirem os shows de comédias que são realizados lá, ou mesmo, para irem tomar aquela cervejinha pra relaxar...
Na foto, Fábio Rabin.

quarta-feira, 23 de julho de 2008

" O tempo passa e um dia a gente aprende
Hoje eu sei realmente o que faz a minha mente
Eu vi o tempo passar, pouca coisa mudar
Então tomei um caminho diferente.." Charlie Brown Jr - Senhor do Tempo

Quanto tempo é necessário para todas as feridas fecharem?
Para as lágrimas secarem?
Para o sorriso voltar ao nosso rosto?
Para o nosso coração parar de bater duído, choroso?

O tempo não é a solução para todos os males, ele só acalma a tormenta, ajuda a colocar a cabeça no lugar, e a nos conformamos de que a vida sempre nos surprende...

Colocar as lembranças em uma caixa não faz o tempo voltar, não faz esquecermos do que passou....

O tempo é um amigo traiçoeiro...Ele trabalha lentamente...E nem sempre segue o rumo que você deseja.
Ele aumenta a saudade, destrói as certezas, e insiste em trazer a tona cenas que você não queria mais recordar..

O tempo pode passar, as coisas podem mudar, mas certas coisas continuarão as mesmas...
E quem sabe, um dia, não tenhamos um tempo para resolver tudo isso...
Ou quem sabe, nosso tempo já passou...

terça-feira, 22 de julho de 2008

Word deixe meu texto em paz!

Esses dias discuti minha relação com aquele velho companheiro de todos que escrevem em seus computadores: o Word.
Tudo bem que ele quebra um galho, corrigindo um acento aqui, uma vírgula acolá e por aí vai..
Mas eu não aguento e perco a paciência quando ele decide mandar no meu texto! Quando surge aquele sublinhado em baixo das palavras escritas cheio de sugestões de como devo escrever.
Poxa, o texto não é meu? E se eu quiser deixar errado de propósito? E se eu não quiser deixar aquilo com o sentido que ele porpõe?
Daqui uns dias vão aparecer na minha tela avisos do tipo: "Sente corretamente!", " Não coma em cima do teclado", ou pior " Desfaça tudo e refaça porque está uma droga".
Imaginem o tormento que será se ele tiver esse tipo de temperamento, muito parecido com o da minha mãe?!
Sem contar que existem palavras brasilerissímas que ele não reconhece, mas adicionado ao seu dicionário está a palavra soccer, que siginifica futebol em inglês... Por que mesmo é importante essa palavra? Imaginem eu escrevendo, e de repente surge um "soccer" no meio do meu texto...!!
É Word... Nossa relação está complicada! Você deveria se atentar mais as configurações e layout do meu texto, e deixar a parte da produção comigo...E vê se deixa meu texto em paz!

sexta-feira, 18 de julho de 2008

Esses dias ouvi na TV que aconteceu em São Paulo um evento que reuniu grandes nomes da comunicação para discutir sobre a Publicidade e a Propaganda em nosso país.
Entre os assuntos, estava as restrições do governo em relação as propagandas de bebidas alcóolicas, cigarros e comidas gordurosas. O seu argumento é que os comercias influenciam a população a consumir mais esses produtos.
Mas seria essa a melhor solução? Com certeza essa é a solução mais prática, porém não definitiva.
A Publicidade, como diria Luci Bonini, minha professora em Teoria da Comunicação, vive exatamente disso, de um mundo de ilusão, onde tudo é perfeito, as pessoas são felizes e que tudo sempre tem um final feliz.
Ela apenas exerce sua função, a de expor, divulgar seus produtos. Desde que feito de forma correta, seguindo os critérios da ética, eles não estão errados.
A solução para evitar o alto consumo desse tipo de mercadorias seria conscientizar as pessoas,através de conhecimento e informação, o real mal que eles podem fazer, a consequência que eles podem trazer a saúde de quem os consome em excesso.
A verdadeira saída não é tapar o sol com a peneira, e sim matar o mal pela raiz.
O que precisamos é de ensino de verdade, para que as pesssoas não tenham mais esse problema de serem influenciados, que possam escolher o que é melhor pra elas.
Não somente nesse caso, mas também com os problemas de DST's, que só aumentam por pura falta de informação e conhecimento, também com a Dengue, assim não sofreriamos todos os verões por causa desse mosquito, e tantos outros casos.
Enquanto isso não acontece, quem paga o pato são os publicitários, e não vai parar por aí, muita gente mais vai sofrer com esse tipo de "censura disfarçada".

terça-feira, 15 de julho de 2008

Tá.. tá...Eu sei que agora que estou de férias deveria postar mais por aqui...
Mas confesso que andei um pouco chateada esses dias (quem leu o último post percebeu), e a preguiça também dominava essa pequena criatura que aqui vos escreve...

Enfim..Apenas para esclarecer o desabafo do último post, para quem não entendeu nada, com a cabeça fria e as idéias no lugar, talvez eu reconheça que tenha exagerado um pouco...
E hoje ouvi uma frase que me fez pensar de uma outra maneira sobre o tema: "A verdade é que todo mundo vai te magoar um dia, basta escolher por quem se vale a pena sofrer".
Essas pessoas valiam a pena? Por mais que as pessoas possam dizer que sou boba de pensar assim, valeram a pena sim, pois são pessoas que sempre me lembrarei de bons momentos em suas companhias...
E do mais... Um dia a gente se tromba e se acerta...

Agora chega de falar de mim..

Semana passada fui até o Museu da Língua Portuguesa!
Um ótimo lugar para conhecer um pouco mais sobre a nossa língua, conhecer nossos autores e suas principais obras, e também saber sobre a nossa cultura.
Lá perto tem o Jardim da Estação da Luz, não tenho bem certeza se é esse o nome, mas é um parque com uma paisagem maravilhosa para se espairecer a cabeça, fotografar, jogar conversa fora, enfim...Um passeio perfeito para quem está sem opção do que fazer nessas férias!

Outra opção de boa leitura, é o livro que eu terminei de ler semana passada do Caco Barcelos, o "Abusado", que conta a história do traficante Juliano VP.
Mais uma vez o Caco me surpreendeu ao conseguir misturar a realidade da violência, da pobreza,da falta de recursos da população que vive nas favelas do Rio de Janeiro, com histórias curiosas, engraçadas e emocionantes do traficante e as pessoas que viviam ao seu redor.
Também nos ajuda a entender essa guerra atual que vivemos entre traficantes e policiais.

Para finalizar, um dvd que vale a pena alugar é "Clube da Luta", que além de ter o belo Brad Pitt no elenco, é um filme que mexerá com sua maneira de ver o mundo...E você terá que assisti-lo várias vezes para entender seu real significado, o que não é tão difícil porque o Brad realmente está lindo nesse filme...Rs!

É isso aí... boas sugestões pra quem também está a procura do que fazer nessas férias!

segunda-feira, 7 de julho de 2008

Desabafo

O que se faz quando toda a confiança que você tem em pessoas que dizem que você é muito importante para elas caem ao chão?
O que fazer eu não sei, mas o que se sente é um coração apertado por ter a certeza que todas aquelas questões que você insistia que fossem falsas eram verdadeiras...
Por que fazem isso??
Dizem que sentem sua falta, que você é indispensável, e depois tomam atitudes que só te levam a pensar ao contrário de tudo o que eles dizem, que você não é nada para eles!
E qual é a explicação para isso?? Falta de cárater? Não me cabe julgar ninguém, mas para quem age com tanta dissimulação, com tanto sangue frio, sem parecer ter nem que seja um pouco de honestidade, talvez essa afirmação não seja tão errada.
Será esse o preço que se paga por sincera, por acreditar realmente nas pessoas?
E ao afirmar isso não quero dizer que não cometo erros e sou uma "santa", quero dizer que todas as vezes que eu disse "Eu te amo", "Eu confio em você", e todas as outras demonstrações de amor e amizade eram verdadeiras, eram sinceras, e demonstravam o que eu sentia: Amor incondicional e amizade verdadeira!
O que eu recebo em troca? Um belo exemplo de falta de respeito, uma amostra de puro cinismo!
Como devemos escolher as pessoas em quem devemos confiar?? Eu não sei..Depois de conhecer tais pessoas que me juraram sentimentos verdaideros e fazerem o que fizerem,em quem devemos confiar? Naqueles que não te fazem promessas?
Tudo o que sei é que doi descobrir que foi enganada por tanto tempo...
Doi perder uma amiga que você compartilhava todos os seus segredos, que você acreditava estar ao seu lado,e agora que estou precisando desabafar eu não posso contar com ela, pois foi ela que causou tudo isso.
Doi perceber que um relacionamento de quase um ano se reduz a uma única palavra: Mentira! Por que no que eu posso acreditar de tudo o que ele me disse, se desde o início ele me escondeu uma coisa tão séria, e que ele sabia que me machucaria muito...
Disso tudo fica uma pergunta: Até onde pode ir o cinismo, a falta de respeito das pessoas??
E quantos "amigos" existem por aí?? Quantas mais pessoas desse tipo eu posso encontrar por onde eu passar?

quarta-feira, 2 de julho de 2008

O que quiser fazer...

Quem foi que inventou as regras que todos sã tão obsecados a seguir??
Quem foi que decidiu o que era certo e errado no seu modo de se comportar, vestir e falar??
Quem foi, e quando foi que inventaram essa prisão que nos atormenta sempre???
Eu sou a favor de fazermos o que queremos fazer, e da forma que queremos fazer..
Quem define o que é certo ou errado na sua vida é você!
O que importa é a sua felicidade, é você se aceitar como você é...Sem receios, sem mentiras, sem máscaras...
Acho que é por isso que os jovens da atualidade têm tantos problemas de depressão e envolvimento com drogas...
É imposto hoje a toda nossa sociedade uma forma padrão, um tipo de pré - requisito a ser preenchido para ser aceito...
Quando na verdade o que deveria ser valorizado é a diversidade, a troca de experiências, valores e conhecimentos.
Por exemplo, inventaram a internet, logo após o Orkut, e esse meio tão precioso acaba sendo para a maioria das pessoas apenas um modo de futricar a vida de outras pessoas.
Inventaram a Tv, e ela se tornou apenas um meio de manipulação da população...Manipular suas horas de lazer, suas opiniões, a forma como deve se vestir, falar, pensar...
Enfim..A padronização chegou a um ponto que não há mais novidades, não há mais atitudes....
Eu queria que as pessoasa fizessem o que elas realmente quisessem, mas além disso, assumissem sem vergonha seus gestos, idéias, opiniões...Se aceitassem, e aceitassem suas diferenças!
Assim teriamos um mundo mais livre, sem preconceitos e mais transparente.
Transparente porque sem a necessidade das pessoas se esconderer por trás de máscaras saberíamos na realidade quem é quem de verdade, e não quem assume papéis para nã mostrar quem é de verdade.
Por isso digo: Faça o que quiser fazer, da forma que quiser fazer!
Você decide o que é certo ou errado, e até onde deve ir..!!
Você é o que acredita ser, e não o que querem que você seja!

domingo, 22 de junho de 2008

Férias...

Desculpem o sumiço, mas essa pessoinha que aqui vos fala está com um sério problema nos pulsos, e não consegue mais ficar digitando por horas e horas como ficava antes....
Aí me decidi a só digitar no serviço, porque é necessário...

Enfim as férias chegaram, e os momentos em casa aumentaram...
Sem poder ficar na internet, apenas confirmei aquilo que eu já sabia...Na TV não tem nada de bom para se ver....
Aí resolvi apelar pra uma coisa que sempre dá certo: Ler um bom livro!
Eu já sabia que o Caco Barcelos era muito bom pelo o que eu já via no Profissão Repórter, o programa que ele tem na Globo. Mas ele superou todas as minhas expectativas de uma boa leitura no seu livro Rota 66!
No livro ele conta a história dos policiais militares da cidade de São Paulo, a ROTA, que entre os anos 70 e 90 mataram centenas de vítimas inocentes, e ficaram sem punição.
Ele consegue descrever em seu livro toda a crueldade dos militares ao escolherem e executarem suas vítimas, mas manteve - se imparcial, ou seja, não mostrou o seu ponto de vista.
Tudo o que foi afirmado contra os policias no livro foram fruto de uma pesquisa que durou 22 anos e muito trabalho como ele conta em sua obra...
Durante a narrativa ele conta suas experiências com esse tipo de violência urbana, a sua inspiração para realizar seu trabalho e esbanja competência e inteligência.
Virei tão fã dele que amanhã começo a ler outra obra sua: Abusados.
Caco é um belo exemplo de jornalista que escolheu a profissão porque realmente gostava, porque realmente queria poder fazer algo para melhorar o lugar em que vivemos. E se tornou um belo exemplo pra mim...

domingo, 15 de junho de 2008

S.A.


As meninas da facul reunidas: Helô (Catraca), Samira,Camila e Eu...

O semestre acabou, e só tenho a agradecer a vocês meninas.
Nosso Entrevê fico muitoo bom (modéstia a parte..hehehehe), e acho que nada paga as risadas que demos juntas...
Quanta história sem noção, comentários desnecessários, e como já disse, muitaaaa risada!!!
Obrigado por tudo meninas...
E espero que semestre que vem seja assim também..!!!

sexta-feira, 6 de junho de 2008

Malhação..

Esses dias o meu professor de História da Comunicação estava dizendo que a TV, de uma certa maneira, exige que os canais exibam uma programação repetitiva e pré - estruturada.
Ele deu como exemplo, as novelas, que seguem sempre as mesmas estruturas: A moça pobre que se apaixona pelo mocinho galã bonito e inocente, e a garota rica, mimada e malvada. Ai você acrescenta o amigo do galã, que servirá de escada, ou seja, ele ajuda a promover o mocinho.
Prova que essa formula realmente existe, e que dá certo é a Malhação.
Há mais de 10 anos no ar, mantendo as mesmas histórias, lançando gírias, e até músicas novas (o folhetim tem investido nisso de uns tempos pra cá), e fazendo a alegria das jovens que assistem para apreciar todo o charme do aspirante a galã que é o personagem princial da vez.
Nem se precisa de bons atores e atrizes, coloque lá rostinhos bonitos, os vista com um figurino um tanto quanto diferente, o que pra eles é estilo, capriche nas maldades da vilã, faça a mocinha chorar bastante, e pronto
Tá aí uma formula pro sucesso...

Agora o mais curioso, é que por trás de tudo isso, o que se vê é aquele conceito básico: que o bem sempre vence o mal, e o crime não compensa. Os valores que são passados ainda são os mesmos, porque se o formato não muda,a sua mensagem também não.
Ou seja, será que ainda podemos acreditar que as pessoas ainda podem ser boas, ainda podem agir com mais conciência e pensar mais no próximo?
Será que no fundo as pessoas acreditam em um final feliz?
É um bom tema para se refletir....
Eu prefiro acreditar que sim, elas acreditam nisso, mas preferem fingir que não...Afinal, é mais fácil pensar apenas em si mesmo, do que também pensar no próximo.

sábado, 31 de maio de 2008

O medo às vezes pode nos impedir de tomar grandes decisões que poderiam mudar nossas vidas....
Sentir medo, é quase como se sentir sufocado, a cada di que passa e aquela sombra cresce ao seu lado cada vez mais, você se sente mais sem saída...
A contrário do que pensam, as pessoas não sentem medo só de coisas ruins, podem sentir medo de coisas boas...
Medo de se dar bem com uma pessoa, de aceitar que nem todas as pessoas pensam em apenas te ver por baixo, ou simplesmente acreditar naquele velho clichê que o amor é bom....
Mas da onde vem o medo? Afinal, não tememos aquilo que sabemos da onde vem, e porque veio...
Só sentimos receio daquilo que acontece sem explicação, mexe com você de alguma forma, e que você não pode controlar...
A partir do momento que aquilo se torna mais forte que você, é que se passa a ter medo...E você só se sente assim porque já passou por isso antes, e sabe que aquilo que não se pode controlar, nem sempre tem o final que você deseja.
E é aí que entra a questão: Devemos ter medo de coisas novas por causa de expêriencias passadas??
Dizem que a expêriencia é a voz da razão, aquela que nos dá maturidade para tomar as melhores decisões.
Ela nos diz sempre que o já começa de uma forma errada, não tem concerto...
Os velhos clichês, que tentamos sempre acreditar, dizem que quando algo acontece sem planejar, sem se esperar, e te faz bem, você só deve deixar as coisas acontecerem....
Tudo isso é muito confuso???
É...quando a experiência e a emoção resolvem falar juntas, o que surge é a confusão...E essa nem sempre é uma boa companheira.

quarta-feira, 28 de maio de 2008

"Eu sou a chuva pra você secar
Pelo zunido das suas asas
O que você está dizendo?
Milhões de frases sem nenhuma cor
O que você está dizendo?
Um relicário imenso...

O que você está dizendo?
O que você está fazendo?
Por que que está fazendo assim?"

Relicário - Nando Reis

quinta-feira, 22 de maio de 2008

Sumida?? Um pouco.... A falta de tempo, o trabalho da faculdade, e as mudanças de horário do serviço me atrapalharam esses dias!!!
Mas cá estou eu para postar novamente...!!

As vezes quem me vê, baixinha, pequena, com cara de menininha pensa que eu não tenho os meus defeitos.
Bem que dizem que quem vê cara não vê coração não é mesmo?!
Pois bem, sempre fui chamada de mimada, até por eu ser a filha caçula, e o meu jeito "na minha" passa uma certa impressão de delicadeza, ou timidez.
Sou delicada sim, mas na hora que preciso ser, mas confesso que não é o meu forte.
Tenho um jeito de "moleca", que cresceu subindo em árvore, brincando na rua...
Nunca tive mão para maquiagem, nem muito gosto pela moda.
Sou feminina, sei me valorizar, mas aquele tal de salto alto sempre foi um desafio para mim....
Falo palavrão, gírias, e sempre sou sincera... Esse negócio de mentir para não magoar não é comigo.
Sexta feira a noite pra onde eu vou?? Tomar cerveja com as amigas porque ninguém é de ferro...E Itaipaiva por favor!
Adoro meus amigos, adoro jogar conversa fora... Sua ajuda será sempre bem vinda, mas saiba que também sei me virar sozinha!
Aprendi que nada nessa vida dura pra sempre, e que é mais importante é você se sentir bem...
Agradar todo mundo? Impossível...
Por isso não me importo com o que vão pensar... Ando na linha, não cometo bobagens, o que me importa é a minha consciência, e aqueles que se importam comigo de verdade!
O demais... Vamos levando....Sempre do meu jeito...
Pra mim o que importa é ser feliz...E isso eu sou! De um jeito, ou de outro...!!

sexta-feira, 9 de maio de 2008

Um olhar mais profundo sobre as Farc

Quando escolhemos as FARC - Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, para o tema do nosso Entrevê ( um projeto de análise de discurso sobre a repercussão que determinado tema recbeu na mídia) eu sabia que eles eram Colombianos, que eram guerrilheiros e que eram traficantes.
Quanta coisa não??
No começo até achei que esse tema era completamente alheio a realidade que eu vivia! O que as FARC poderiam afetar na minha vida?
Acabei descobrindo que estava completamente errada...
Parece que não, mas elas estão presentes nas decisões do nosso atual governo, pois eles negando ou não, há suspeitas de envolvimento de partidários do PT com os Guerrilheiros, de recebimento de dinheiro para financiar campanhas dos "Companheiros e Companheiras", e até do nosso bem informado presidente que nunca sabe de nada.
O aumento do tráfico e do consumo de drogas também tem a ver, afinal a Colômbia é a maior produtora de cocaína, e quem vende a mercadoria é o pessoal das FARC.
O ataque do PCC que parou São Paulo e até cidades vizinhas como Mogi, da onde vieram os armamentos?É, suspeitas que vieram da Colômbia.
Aliás, já se investiga uma ligação entre FARC e PCC, e já é comprovado que o maior bandido de todos os tempos, Fernandinho Beira - Mar, é envolvido com eles.
Até no preço do arroz eles podem interferir, porque apesar de não ser concreto, diz-se que os bloqueios dos índios ao transporte de arroz, e todas essas invasões são a mando dos guerrilheiros.
Isso sem citar os sequestros, e torturas que chocam todo o mundo com o sofrimento dos reféns.
E o mais interessante de tudo isso, é que está tudo no nosso dia-a -dia, e nós não temos conhecimento disso, e tudo que está ligado as FARC aqui no Brasil não é realmente comprovado.
Por que será? Será que é porque nosso governo tem medo de expor realmente o que acontece e acabar revelando que eles são a favor desse tipo de facção?
Eu penso que falta a população mais interesse a esse tema, pois é sim de interesse nosso! Eles causam conflitos entre os países da América do Sul. Esses países buscam apoio em nações mais fortes como Rússia e EUA. A guerra política já está feita, e se a continuarmos sem nos mexer, podemos ter uma guerra não só política...

sexta-feira, 2 de maio de 2008

Idiotices

Eu só penso idiotice o dia todo..
Como não tenho o que escrever aqui hoje..Vou escrever algumas das pérolas que passam nessa cabecinha de vento...

Pra começar, as frutas estão em alta!
A tal da Mulher Melância, vai ser cantora de Funk! Como não tem música ainda, mostra a bunda, ótimo início de carreira, não é mesmo??
Parece que a técnica funciona, pois ela anda aparecendo bastante na mídia, sempre de costas, é claro..
Na minha opinião, de gostosa ela não tem nada, só acho que está alguns quilinhos acima do peso, se emagrecer,a melância murcha!

E o Ronaldinho??
Que merda foi aquela com o travesti?
E além de se ferrar, ficar com fama de veadinho, ter vídeo exibido no youtube e tudo o mais, o pior é ter que se explicar pra mulher..
Pelo menos ela não vai precisar perguntar, o que ele tem que eu não tenho???

E a Record não contente, vai fazer a novela dos Mutantes parte Dois!!! Nãããããoooo...!!!!
Quando isso vai parar???

Apesar da Globo não apelar para essas aberrações, o grande Juvenal Antena é praticamente um mutante. Ele sabe de tudo, resolve tudo, é imortal, e ainda pega geral a mulherada!!!

E a Malhação então?? Meeww...O que é aquela protagonista meio emo, meio punk, meio cluber (é assim que escreve?),que tem as mesma expressão para quando está feliz, triste, cantando...??? Conseguiram piorar o que já não era muito bom!

E pra finalizar, com chave de ouro, o que é Mendigo e Mano Quetinho,ambos ex pânicos??? Se juntar eles, com Tom Cavalcante e seu Bofe de Elite, Zorra Total com seu desfile de ex BBB's e a milenar Praça é Nossa, não dá meio programa de humor descente. Nem vou citar o Pânico, que depois que colou as Panicats no elenco do programa caiu totalmente de nível...

Até meus comparsas Jornalistas tem avacalhado com o caso Isabelle...

A única coisa que tenho visto de bom na tv é CQC! Humor inteligente, boas reportagens, e apresentadores e reporteres que agradam o público feminino!
Um humor que diverte ao mesmo tempo nos faz refletir sobre os problemas da nossa sociedade!
Esse vale a pena ver!



E sim, sou tiete mesmo...!! Rs!

domingo, 27 de abril de 2008

Sinais Divinos...

As vezes até eu me surpreendo como eu consigo ser tão, mas tão boba....
Certas manias, atitudes, e até algumas supertições...
Como por exemplo, se dar ao trabalho de procurar na internet o que significa sonhar com um abraço??? E o pior, não bastasse isso, ainda ficar com medo, a ponto de acreditar em coincidências do destino, e tudo mais...
Depois que passa é pra rir mesmo....
Só eu pra chegar a esse ponto...!!!
Sinais vindos do ceús a parte, vim comentar outra "bizarrice" que temos o desprazer de ver em nossa "querida" TV Brasileira: A novela de Mutantes da Record.
Somente apelando aos ceús mesmo para entender como AQUILO dá audiência!
Mutantes de todos tipos e formas, a mesma história "água com açúcar" de sempre, o bem tentando vencer o mal, mostrando os bonzinhos contra a bruxa malvada, e atuações que deixam muito a desejar.
E a Emissora ainda se orgulha dos efeitos especias usados, que na minha opinião são toscos, e como não bastasse o ibope desse tipo de atração ainda é bom. O suficiente pra garantir o segundo lugar na audiência!!
Apenas lamento os bons atores e atrizes que foram contratados para atuar em papéis tão fracos...
É...Somente com forças divinas para entender essas coisas....

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Utilidade...

Na mesma hora em que tudo na minha vida parece estar certo, lá vem a minha mania de sempre estar faltando algo...
E falta em mim mesma..
Não me acho útil no meu projeto da faculdade, nem no meu serviço, nem na minha família...Sempre tem alguma coisa errada...
Não me acho útil nem pra mim mesma...

sábado, 19 de abril de 2008

Como é bom ter o prazer de ter amigos de longa data, que mesmo depois de um tempo sem se encontrarem olham pra você e já sabem tudo que se passa com você.
Amigos esses que você conta tudo o que acontece, desde as coisas fúteis até as coisas que mais te atormentam, e eles te aconselham, te dizem palavras sábias, e ainda sabem como levantar o seu astral com aquele comentário que só quem te conhece de verdade poderia fazer.
Eu tenho a mania de abrir a minha vida à todos, quem chega perto e tem um pouquinho mais de disposição pra escutar acaba sabendo de muitos detalhes dessa minha vida.
Mas há certas coisas que não tem jeito... Mesmo você contando mil vezes para mil pessoas diferentes, somente quando você conta para aquela ou aquelas pessoa(s) você sente que realmente desabafou.
Acredito que são esses momentos que valem realmente a pena na vida... E é pra eles que devemos viver...

Mas mudando totalmente de assunto, esses dias teve uma reunião de ibope lá na rádio onde trabalho, e como o estreiaráum novo programa de humor, entramos em discussão sobre esse assunto.
Em uma outra rádio, passa um programa que eles denominam ser de humor, que o seu grande mérito é passar trotes para a casa das pessoas, onde abusam do uso de palavrões e bobagens...
E o pior é que programas desse tipo são líderes de audiência!
Como pode a população concordar com esse comportamento, esse desrepeito, e total falta de consideração com as pessoas que estão do outro lado da linha, sem saberem o que está acontecendo, passando nervoso, raiva...
E ainda se divertirem com isso! Pedem para reprisar..Pedem mais! E a maior resposta de aceitação é o ibope desses programas.
Será isso realmente humor? Ou isso é a prova que para alguns meios de comunicação a única coisa que importa é a audiência?
Mais um exemplo recente é a exploração do caso Isabelle, o desrepeito da mídia, o sensacionalismo exagerado, as informações desencontradas que foram dadas em busca de ser o primeiro a publicar a novidade...
Será esse realmente esse o papel da mídia?
E será que a população nunca dirá não para isso tudo???

domingo, 13 de abril de 2008

"Quando não tiver mais nada
Nem chão, nem escada
Escudo ou espada
O seu coração acordará

Quando estiver com tudo
Lã, cetim, veludo
Espada e escudo
Sua consciência adormecerá

E acordará no mesmo lugar
Do ar até o arterial
No mesmo lar, no mesmo quintal
Da alma ao corpo material...

...Quando não se tem mais nada
Não se perde nada
Escudo ou espada
Pode ser o que se for livre do temor...

...Quando se acabou com tudo
Espada e escudo
Forma e conteúdo
Já então agora dá para dar amor

Amor dará e receberá
Do ar, pulmão; da lágrima, sal
Amor dará e receberá
Da luz, visão do templo espiral...

(adeus dor...)

Hare Krishna Hare Krishna
Krishna Krishna
Hare Hare
Hare Rama Hare Rama
Rama Rama
Hare Hare..." Nando Reis - Mantra

Apenas uma palavra define o show do Nando ontem:Mágico
Que energia positiva, que vibração ótima, banda maravilhosa,
repertório perfeito...Passa uma sensação de paz, de estar bem
consigo mesmo...Enfim, uma sensação inexplicável!

Momentos de filosofia após o show,decisões tomadas,
e um rumo novo pra seguir...
Sem muito pra dizer,deixo isso com a música do Nando!

quinta-feira, 10 de abril de 2008

O que não acontece....

Os dias continuam em seu ritimo normal, as coisas vão acontecendo, algumas deixando sua marca na minha memórias, outros apenas passam e a gente mal se lembra depois.
As mesmas perguntas insistem em vir me atormentar todos os dias desde que abro os olhos até quando os fecho no fim do dia.
Não posso dizer que não encontrei algumas respostas, sim, algumas se mostraram claras pra mim depois de uns tempos de reflexão, algumas ainda um pouco obscuras, mas têm aquela que não consigo achar uma resposta.
Eu só queria poder conversar, você não tem idéia do quanto aqueles diálogos bobos me divertem.
Eu só queria te tirar da linha um pouco, fazer você perder essa pose de certinho, e essa cara de santinho que até parece de bobo.
Eu só queria entender o por quê eu quero tudo isso?
A pergunta continua sem resposta, assim como você continua fingindo que eu não sou interessante pra você.
E os dias continuam passando, com seu mesmo ritimo, e todas as coisas que acontecem,só você não acontece pra mim...

domingo, 6 de abril de 2008

O show do caso Izabelle

O horror que vimos essa semana em todos os jornais já seria o suficiente pra nos chocar e nos fazer pensar no comportamento doentio que nossa sociedade está adotando..
Mas não bastasse isso, toda a exploração da mídia em cima do caso, com apelos emocionais, reconstituições desnecessárias, e flashes a vivo para noticiar coisas inúteis torna tudo pior ainda.
As pessoas ao invés de refletirem, começam a viver aquilo como se fosse a novela "das oito", algo irreal, que no fim o mocinho vai se dar bem, e o vilão vai acabar preso.
Será que ninguém percebe que uma menina de quatro anos que foi atirada do sexto andar de um prédio, ou aquela mocinha que com doze ou treze, não me lembro bem agora,que foi torturada por uma empresária, foram bem mais que as coitadinhas da história??
Elas pagaram por atos inconsequentes e sem nehuma explicação plausível de adultos que no mínimo deveriam estar "doidos da cabeça". E o pior que eram pessoas que não tinham a desculpa de falta de informação, era pessoas de classe média, assim como nós, ou seja, o caso está mais próximo das nossas casas e famílias do que imaginamos.
Até quando vamos deixar que situações como essas continuem, sem que fiquemos apenas assistindo, como se não fosse nós, se não fosse nesse mundo?
O mundo precisa de mais amor, e também de mais responsabilidade de cada um sobre seus atos.

quinta-feira, 3 de abril de 2008

O que eu sou???

Não tenho nenhuma características dos padrões de beleza que todos buscam...Sou baixinha, meu cabelo não é liso, e por sinal ele se recusa a ficar liso...Não tenho olhos claros nem a pele impecável
Sou faladera, extramamente desastrada, falo palavrão, e tenho medo do escuro...
Canto por, rock, axé, funk, mpb e sertanejo...E se deixarem danço também.. Do meu jeito, mas danço...Aliás as vezes me empolgo tanto que canto em voz alta quando estou indo para o serviço ou para a faculdade ouvindo o meu mp4, com direito a caras e bocas...
Estudei inglês e espanhol e não consigo usar nada do que aprendi, também fiz kumon de matemática por 5 anos e os números continuam uma icognita para minha pessoa.
Sou capaz de falar toda minha vida para uma pessoa que eu conheci a 5 minutos, mas não sou capaz de dizer o que eu sinto para as pessoas que realmente importam.
Gosto de andar a cavalo, de estar com eles, e muitas vezes só me sinto bem de verdade naqueles poucos segundos em que o vento bate em meu rosto e parece que o meu coração e o da minha égua batem no mesmo compasso.
Eu tenho tudo que preciso, mas falta alguma coisa, e é sempre aquilo que eu não posso ter...
Não me acho inteligente, nem tão pouco intelectual. Não entendo nada de filosofia, nem sei nomes de grandes autores..
Adoro histórias de finais felizes, e amooo comer pipoca debaxo das cobertas!
Faço jornalismo, adoro o que faço, mas não sei ainda sobre o que quero falar.. Eu gosto de tudo! Eu vejo sempre o lado bom de tudo, e também acho que todo mundo pode ser legal..
E afinal das contas, o que eu sou??
Eu sou um mistério pra mim mesma...

segunda-feira, 31 de março de 2008

A pequena..

Hoje vou aproveitar para falar da minha "Pequena"! hehehe

Quem sempre me ouve falar, talvez não imagine como ela é na realidade...
O jeito que ela veio parar na minha vida foi engraçado...
Um cara ligou para o meu pai e diss que tinha uma égua vendendo, que não queria mais porque o animal era bravo e também porque não tinha mais dinheiro para pagar as suas depesas, estava a trocando em troca da dívida.
Fomos até o lugar onde ela estava para vê-la. Ela estava suja, machucada, feia, mas foi um amor com a gente...
Meu pai adorou a égua, na outra semana ela já estava lá no sítio, ele pagou a dívida e a comprou.
Descobrimos que de brava ela não tem nada, é super carinhosa e atenciosa.
Certas pessoas podem até pensar que cavalos não tem sentimento, que são animais irracionais, é exatamente ao contrário, eles são muito inteligentes e cada um tem a sua personalidade.
A Pack com o seu jeito carinhoso, que sempre espera a hora certa, que presta atenção em tudo que está em volta, que aprende com facilidade tudo que lhe é ensinado me ensinou que cada coisa nessa vida tem sua hora e seu lugar, e que você tem que se dedicar naquilo que está fazendo.
Desde nossa primeira competição juntas, crescemos muito, eu e ela sempre aprendendo juntas..
Sempre ouvi dizer que o cavalo tem que "casar" com o seu dono, e no nosso caso essa sintonia foi criada desde os primeiros momentos.

sábado, 29 de março de 2008

Tantas coisas pra contar, tão poucas palavras....

O limite entre o certo e o errado é tão estreito que chega até a se perder, se misturar um no outro...

E o bom e o ótimo então?? Apenas detalhes o separam....
Assim como também o regular e o ruim...

Nas nossas vidas o que possui essa estreita delimitação é o arrependimento de não ter feito, com a satisfação de ter conseguido.

Como pode nesse pequeno vão caber tantas decisões?

Fico por aqui com essa questão.
Sem muita inspiração hoje...

Agradecimentos especiais a Helô que repagino esse humilde blog...
Espero que gostem!

quarta-feira, 26 de março de 2008

Mudando de ares...

Tá na hora de parar de me lamentar da minha vida né???
Então..Vamos falar de um assunto completamente diferente hoje...

Estava numa livraria, quando ouvi duas pessoas comentarem de Harry Potter.
Sou uma Pottermaníaca assumida, e logo prestei atenção na conversa.
Uma das pessoas elogiava o último livro enquanto a outra dizia que aquilo era coisa pra criancinha...

Discordo da opinião da segunda pessoa, embora a história seja resumidamente o que todas as histórias são: A luta entre o bem e o mal, que com a força da amizade e o amor as pessoas ficam mais fortes, o valor da verdadeira amizade e dos laços familiares... Sem esquecer é claro do mocinho (sempre lindo e perfeito) e do vilão ( que quase sempre morre no final!)

Agora se você for ver a história em um aspecto mais amplo talvez ela passe bem mais que isso.
Primeiro, a narrativa é rica em detalhes, e a descrição dos personagens e dos objetos é tão bem feita que você chega a vê-los na sua mente como s fosse algo do seu cotidiano.
E todos os fatos do livro se entrelaçam de forma. São bem distríbuidos de forma que você não consegue parar de ler.

Até aí falei da parte prática, mas "viajando" um pouqinho mais, será que quando ela chama as pessoas que não tem poderes mágicos de trouxas, ela nã quer simplesmente dizer que os bruxos são melhores, mas que nós tão obcedos pela rotina de trabalho - casa, casa - trabalho, deixamos de ver as coisas boas que estão ao nosso redor???
Pensamos que só o que importa é o que você veste, o que você faz, ou o que você é, quando na realidade ao nosso redor existe tantas coisas mais para serem vistas e apreciadas??!!!

A magia pode não estar em pessoas que estudam em um castelo, que montam em vassouras e sam voando por ai..Mas pode estar em todos os lugares e em todas as pessoas ou em pequenos gestos

Proponho que deixemos de ver um mundo em preto e branco que pasemos a enxergar as cores...
Quem sabe não existe mais magia em você do que você possa imaginar??